Produção dos estudantes

P
rojetos de Aprendizagem baseado em Problemas no contexto do hibridismo tecnológico digital
Disciplina: Informática e Multimeios na Educação 2012/2 – UNILASALLE

 

Interdisciplinariedade na sala de aula

Autores: Joel Benard, Marcos Freire Machado e Renata Lopes Cruz

Resumo: O objetivo é desenvolver um projeto de aprendizagem que integre/explore os conteúdos das disciplinas de matemática, história e geografia, proporcionando aos alunos um aprendizado diversificado e criativo sobre um importante episódio da sociedade do Rio Grande do Sul: a Revolução Farroupilha. A Revolução Farroupilha, foi uma revolta onde se enfrentaram estancieiros gaúchos contra os soldados Imperiais, por causa do aumento de impostos, principalmente o imposto sobre o charque. Vários historiadores gaúchos se debruçaram sobre a história do Rio Grande do Sul entre eles: Moacir Flores, Luiz Osvaldo Leite, Eliane Calison entre outros. Através do  conceito de  interdisciplinaridade como princípio da máxima exploração das potencialidades de cada ciência, da compreensão de seus limites, mas, acima de tudo, como princípio da diversidade e da criatividade (FAZENDA, 1994, p. 38). Buscamos verificar como seria possível integrar os conteúdos das três disciplinas, História, Geografia e Matemática de forma que seja interessante para o aluno, além de verificar como realizar o planejamento das aulas em conjunto com os demais professores.

Link: http://intermhg.blogspot.com.br/

Simulações virtuais no ensino de química

Autores: Andrio Tolfo Ferreira, Fernanda Schablatura Antunes, Luis Felipe da Silveira e Maribel Machado Brandes

Resumo: O ensino de química, muitas vezes, é visto com desinteresse por parte dos estudantes, principalmente em escolas públicas, onde os professores dispõem de poucos recursos para efetivar aulas mais atrativas. Atualmente, o uso de recursos mais acessíveis, como a tecnologia digital e, associado à ela, as simulações virtuais, pode contribuir para melhorar essa realidade. Sendo assim, o presente trabalho trata de um breve estudo de caso realizado em uma turma do ensino médio numa escola estadual da cidade de São Leopoldo, que procurou verificar se o uso de simulações virtuais poderiam contribuir para aprimorar a aprendizagem dos estudantes frente aos conteúdos propostos. Os resultados obtidos mostraram que a iniciativa foi positiva na aprendizagem de química.

Link: http://prezi.com/jwhsff7010kz/present/?auth_key=r57b4bq&follow=7kuxkeqlirih&kw=present-jwhsff7010kz&rc=ref-23473889

Interação das crianças com a tecnologia

Autores: Carmelita Alves Fernandes, Janine Abreu de Oliveira, Karina Skorek e Luciana de Oliveira Neto

Resumo: O blog tem como objetivo divulgar e orientar pais e crianças sobre as vantagens das tecnologias e os riscos referentes ao mau uso da internet.

Link: http://www.criancas-tecnologia.blogspot.com.br/

A inclusão de estudantes portadores de necessidades especiais nas aulas de ciências e literatura

Autores: Ana Paula Soares Andrade, Flávia da Rosa Costa, Glaziéle Ongaratto e Luciellen Eich

Resumo: O tema do projeto é a inclusão de crianças com necessidades especiais nas aulas de ciências e literatura. Sua principal problemática é o fato de, muitas vezes, nas aulas, os professores não adaptarem o conteúdo às necessidades especiais desses alunos, o que pode causar a má compreensão por parte do estudante. Entre algumas certezas provisórias, acreditamos que os alunos com necessidades especiais precisam que o professor possua um planejamento que atenda às suas necessidades, assim como é importante a socialização no ambiente escolar. Também é possível que o professor aplique um planejamento que contemple o aluno com necessidades especiais. Durante o desenvolvimento do projeto, fizemos uso de algumas tecnologias, dentre elas o Google Docs, o Blog, o Cmap Tools – para a construção do Mapa Conceitual – e o Prezi.

Link: http://www.pnesnasaulasdecienciaseliteratura.blogspot.com.br/

Problemas sociais: as drogas no cotidiano

Autores: Caroline Gadret Leite, Clarissa Alves da Costa, Dienifer Cris da Silva, Lilimar da Rosa Cardozo,  Michelle Gomes Fatturi

Resumo: O blog tem como objetivo levantar dúvidas referentes aos problemas enfrentados pelos usuários de drogas, familiares e pessoas próximas. Lá encontramos também quais são as drogas mais utilizadas, ações e movimentos realizados pelos diferentes segmentos da sociedade para o combate, bem como propõe sugestões. Este material é apresentado por meio de blog, mapas conceituais e videos. Neste sentido, convidamos a todos a refletir e sugerir alternativas para a resolução do problema através da participação no blog e na rede social do facebook em nome da autora Dienifer Cris da Silva

Link: http://www.cadilimi.blogspot.com.br

Pedagogia hospitalar

Autores: Anelise Frey Pereira,  Bruna Machado de Souza, Francine Bica Gianechini, Rosana Carvalho da Rosa e  Rúbia Borges de Castro

Resumo: Ao escolher o tema da pedagogia hospitalar para nosso projeto de pesquisa a principal problemática levantada pelo grupo foi de como desenvolver o trabalho pedagógico em um ambiente hospitalar e domiciliar. Ao longo da pesquisa confirmamos a importância de um acompanhamento pedagógico em ambientes não escolares, um dos aspectos relevante que nos chamou a atenção foi sobre as crianças que
recebiam este tipo de atendimento, elas demonstravam melhoras significativas do seu quadro clínico. Para apresentar nossos resultados sobre a pesquisa utilizamos as seguintes tecnologias: Blogger, Facebook e o Movie Maker.

Link:

Blogger http://pedagogiahospitalarls.blogspot.com.br/

Facebook: http://www.facebook.com/pages/Pedagogia-Hospitalar/256040897851960?fref=ts

Movie Maker: http://www.youtube.com/watch?v=myi2SHzXjTk&feature=player_embedded

Infância de ontem X Infância de hoje

Autores: Cláudia Barbosa de Oliveira, Juliana Martins Rodrigues, Luizi da Silva Lima, Márcia Andréa Machado e Roberta Azevedo Gamalho

Resumo: O projeto realizado na disciplina de Informática e Multimeios na Educação apresenta um paralelo entre a infância de poucos anos atrás e a infância de nossas crianças hoje. Para tanto, utilizamos as seguintes recursos tecnológicos: grupo no Facebook, Google docs e Prezi. Observando a questão do avanço tecnológico e o fácil acesso encontrado pelas crianças, hoje, no meio eletrônico, verificamos o uso excessivo e sem supervisão, prejudiciais ao desenvolvimento cognitivo, psicomotor e afetivo da criança. Frente a isto, criamos um projeto de aprendizagem que visa resgatar a infância, por meio da interação entre pais e filhos na construção de brinquedos recicláveis, trabalhando não somente o resgate, mas intrinsicamente a educação ambiental e cidadania.

Link: http://www.facebook.com/#!/groups/357570514319763/

Lúdico na aprendizagem

Autores: Caroline Möller, Luísa Andrade Biehl e Priscila Borges

Resumo: Nosso projeto trata sobre o lúdico e a aprendizagem pois, hoje em dia, os professores necessitam de novas táticas para motivas seus alunos e o lúdico é uma opção de ferramenta que possibilita aprender brincando, sem perceber que está aprendendo. Com nosso projeto tentamos entender quais as dificuldades dos professores para trabalhar com o lúdico e tentamos mostrar alternativas autossustentáveis para trabalhar com o mesmo. Durante o desenvolvimento do nosso projeto, usamos tecnologias como o GoogleDocs, O Blogger e vídeos do Youtube.

Link: http://oludicoeaprendizagem.blogspot.com.br/

Psicologia, emagrecimento e nutrição

Autores: Aline Poyer Collaziol, Joici Ferraz da Silva, Luciana Medeiros Müller,  Paola Rossoni e Tamires Graziela das Silva dos Reis

Resumo: Em todas as culturas, em qualquer tempo, sempre há um padrão do que é bom ou ruim, do que é aceitável ou não. Nosso questionamento refere-se aos padrões de beleza e vida saudável imposto para nossa cultura como perfeito, e quanto custa, em todos os termos não apenas financeiramente, seguir este padrão. Neste sentido, o blog tem a intenção de discutir a posssibilidade da união entre a Psicologia e a Nutrição. Apresentando conteúdo onde demonstra que vivemos em uma sociedade que influencia nos padrões de beleza, e que cria cada vez
mais pessoas dispostas a tudo para conseguir este ideal, abre portas para a discussão do que é realmente saúdavel. Também nele encontra-se uma explicação sobre os Transtornos Alimentares mais comuns e sobre como a Psicologia pode auxiliar no tratamento destes. Através deste projeto podemos evidenciar o quão é benéfico a colaboração entre as áreas médicas e terapêuticas no processo de emagrecimento e de manutenção da saúde.

Link: http://psicoemagrecimentoenutricao.blogspot.com.br/

Sustentabilidade ambiental

Autores: Camila da Silva Araujo, Deisi David Betat, Dilmara Machado Martins, Scheila Giovana de Araujo Renosto e Simone da Silva Rodrigues

Resumo: A temática desenvolvida no projeto é a sustentabilidade ambiental com ênfase nas energias renováveis. Para tanto, nos questionamos sobre: “Quais são as energias renováveis, como se classificam e qual a sua importância para sustentabilidade no Brasil?” Para esta problemática,
nossas descobertas foram que: A energia renovável é obtida de fontes naturais capazes de se regenerar , portanto virtualmente inesgotáveis.
Ao contrário dos recursos não renováveis, a energia renovável se origina de fontes naturais com capacidade de renovação que não se esgotam. Como exemplo podemos citar a energia solar, eólica, nuclear, fóssil, vegetal, entre outras. Contudo, o cenário para energia renovável no Brasil é extremamente favorável e assim o será no médio e longo prazo. Salientamos que ser “favorável” pode dar uma leve conotação de escolha, mas na realidade é muito mais que isso. Vimos ainda que o aumento dos incentivos fiscais para investimentos em energias renováveis como, por exemplo, a solar e eólica (alto potencial e case de sucesso no Brasil), tem por objetivo a modificação da matriz de oferta no longo prazo, onde a escassez de petróleo, eletricidade, carvão e gás natural será cada vez maior. A utilização da biomassa proveniente da cana de açúcar e de outras culturas para a geração de energia já é uma realidade e ainda há muito espaço para expansão. Com isso a chegada de novas tecnologias e o aumento na velocidade de novos projetos em energias renováveis favorece a redução de custos ao longo do tempo e minimizará a dependência de importação de energia, uma realidade anunciada frente ao próspero crescimento econômico brasileiro. Para apresentar nossos resultados, utilizamos no blog: Mapa Conceitual, vídeos Youtube, power point/ vídeo, Prezi, Jogos Educativos Online, link interativo, participações de seguidores do Facebook, Gmail, twitter.

Link: http://gruposustentabilidade.blogspot.com.br/

Validade e fidedignidade dos testes psicológicos online

Autores: Carolina Fernanda Soares Villalva, Carolina Giacomelli Pereira, Maiana Boeira da Rosa, Pâmela Cristini Olczyk Saraiva e Vandré Silva de Araújo

Resumo: Vê-se que existem muitos sites que se utilizam de testes supostamente psicológicos, testes vocacionais, de personalidade, comportamentais, etc. Estes testes tem o poder de se propagarem na internet, para todas as pessoas do país ou fora dele, está na rede, quem souber mexer na internet sabe fazer estes testes. Num dos sites há a frase: “Ache os cursos e faculdades ideais para você”; e neste contexto vimos que estes testes influenciam os nativos e imigrantes digitais, que eles acreditam nestas afirmações e seguem as orientações e estas podem influenciar nas escolhas da vida e prejudicar a saúde mental. Acredito que o maior problema não seja o teste em si, mas os seus resultados; eles não são embasados cientificamente. A questão é o conflito situado no fato do indivíduo utilizar este teste para fazer suas escolhas futuras. De todas as certezas a maior é que devemos trabalhar de acordo com as normas éticas da nossa profissão, utilizar testes válidos, de acordo com as normas e resoluções do CRP (Conselho Regional de Psicologia) e CFP (Conselho Federal de Psicologia), devemos trabalhar em avaliação
psicológica apenas com instrumentos que estejam autorizados pelos órgãos norteadores da psicologia. Estes testes devem ser válidos e fidedignos, como reais componentes de avaliação psicológica e não devem ser apenas especulação de um criador que se utiliza do nome da psicologia para reunir usuários. Deste modo, percebemos que deve-se investir em conscientização dos usuários destes testes on-line em relação a validade e fidedignidade destes testes supostamente psicológicos. É o que faremos apartir de agora, conscientizaremos.

Link: http://testespsi.blogspot.com.br/

Inclusão social

Autores: Débora Schaff da Silva, Lênifer Silva de Oliveira, Renata Xavier da Silva, Sara Betânia Machado Bitencourt e Simone Albuquerque Prestes

Resumo: O assunto inclusão social possibilita várias indagações em diversas areas de atuação, dentre elas, o esporte, a educação e o trabalho. Saber o que o poder público, Ong’s, iniciativa privada e a sociedade fazem para contribuir com as pessoas portadoras de necessidades especiais e a todos menos favorecidas. As descobertas vimos que nem sempre o governo cumpre com o que a lei determina, ficando na própria sociedade a responsabilidade ou necessidade de agir para que todos consigam se desenvolver com igualdade.

Link: http://grupo04inclusaosocial.blogspot.com.br/

A relação da agressividade infantil com a ausência dos pais no cotidiano

Autores: Amanda Silva de Oliveira, Daiane Pires da Silva, Débora Ganini Morato de Quadros, Eliane Barbiere Zanetti e Olga Teresinha Lopes Ramos

Resumo: A agressividade infantil é um assunto que preocupa em geral muitos pais e a comunidade, são constantes as notícias sobre esse tema nos dias de hoje, chegando ao patamar da violência. Diante desta realidade achamos necessário analisarmos o comportamento das crianças e das famílias, pois constatamos que algum dos principais fatores geradores da agressividade é a ausência dos cuidadores e a falta de referenciais básicos que possam ser seguidos, imitados e tidos como modelo. Através das pesquisas bibliográficas, descobrimos que Winnicott trata da agressividade como um impulso, sendo assim todos nós estamos lidando com nossas cargas de impulso agressivo o tempo todo, e o que nos diferencia um do outro é a maneira de manobrar esses impulsos, já em Piaget encontramos a agressividade estabelecida na relação com o outro, relação esta, que pode ser rompida devido ao mau comportamento ou a uma atitude agressiva, traduziu isto como sanções (expiatória/castigos ou reciprocidade/tomada de consciência). Na elaboração desse trabalho utilizamos as tecnologias digitais como BLOG, MOVIE MAKER, GOOGLE DOCS, PREZI E YOUTUBE.

Link: http://sobreagressividadeinfantil.blogspot.com.br/

Educação para portadores de necessidades especiais

Autores: Alana Brito, Gabriel Simoni Fagundes, Graziele da Rosa Anezi e Vanesa Sutil

Resumo: Ao escolher o tema de educação para portadores de necessidades especiais para o nosso projeto de aprendizagem, a principal problemática levantada pelo grupo foi de como o ambiente escolar está preparado para a inclusão dos portadores de necessidades especiais. No desenvolver da pesquisa descobrimos que algumas escolas possuem professores auxiliares para a inclusão de alunos com necessidades especiais e que existem tecnologias que auxiliam na inclusão destes alunos, também descobrimos que há muitas escolas que não estão preparadas para a inclusão dos PNEs.

Link: http://grupo6lasalle.blogspot.com.br/

Métodos de ensino

Autores: Erivaldo dos Santos, Gizele Rodrigues dos Santos, Luana Vargas Lehnhardt e Nicole Oliveira Costa

Resumo: O nosso trabalho tem como objetivo explicar e diferenciar os métodos e teorias de ensino que existem em nosso meio educativo.  Com este tema, vemos que cada teoria e cada método tem seu segmento,  independente do método utilizado e/ou idade a ideia central é o  desenvolvimento aprendizagem. A aprendizagem é uma  ligação entre o estimulo de aprender e uma resposta de quem ensina. A  aprendizagem é um processo de reflexos condicionais.

Link: http://metodosdensino.blogspot.com.br/

Memória da água

Autores:  Camila de Oliveira Fortes, Catarina BergahannBach, Catia Silene da Silva e Cristina Eloi da Silva Azambuja

Resumo: Na sociedade em que vivemos, a água passou a ser vista como um recurso hídrico e não mais como um bem natural, disponível para existência humana e das demais espécies, passamos a usá-la indiscriminadamente encontrando sempre novos usos sem avaliar as consequências ambientais em relação a quantidade e qualidade da água. O objetivo deste trabalho é primeiramente conscientizar a população de que a água tem memória. Nosso corpo compreende 70% de água e a qualidade de nossa vida está diretamente ligada a qualidade de nossa água. A água é a mesma desde os primordes da vida, mas a população triplicou, cabe a cada um de nós fazer-mos a economia necessária.

Link: http://aguamemoria.blogspot.com.br/